quarta-feira, 20 de julho de 2011

AULA PARA ADOLESCENTES -

AULA PARA OS ADOLESCENTES
TEXTOS FUNDAMENTAIS: Hebreus 11: 24–27/ Êxodo 10:28 e 29

1ª Aula
Introdução
Nos estudos sobre santificação na vida do servo pudemos conhecer as maneiras que o inimigo usa para se opor a Deus: Magos, duendes, “Halloween”, filmes violentos, festas com comidas típicas, danças, músicas, mau uso de internet e tantas outras coisas para atrair as pessoas para o adorarem.
Muitos sinais e maravilhas Deus operou, através da fidelidade na vida de Moisés. Um deles: Ouvir a voz de Deus falando com ele.
Ele alcançou um grande projeto de Deus, que ficou marcado na história até hoje: Tirar o povo de Israel do cativeiro do Egito e levá-lo para uma terra que Deus havia ordenado.
Agora teremos três aulas para conhecermos as 5 atitudes que levaram Moisés a essa vitória e que nos ensinarão a sermos vitoriosos diante dos nossos inimigos.
As Cinco Atitudes de Moisés são:
HEBREUS 11:24–27
v. 24- Pela fé Moisés, sendo já grande, RECUSOU ser chamado filho da filha de Faraó,
v. 25- ESCOLHENDO antes ser maltratado com o povo de Deus do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado;
v. 26- Tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa.
v. 27- Pela fé DEIXOU o Egito, NÃO TEMENDO a ira do rei; porque FICOU FIRME, como vendo o invisível.
Nesta PRIMEIRA AULA vamos estudar a primeira atitude de Moisés:
v. 24- Pela fé Moisés, sendo já grande, RECUSOU ser chamado filho da filha de Faraó.
Nós já conhecemos a história de Moisés. Sabemos que, quando ele nasceu, havia uma sentença de morte sobre todos os meninos. Sua mãe o escondeu por três meses e quando não podia escondê-lo mais, fez um cestinho e betumou-o por dentro e por fora e colocou Moisés entre os juncos dentro do rio. Mas vocês pensam que ela o abandonou? Não! Pediu para a irmã de Moisés, Mirian ir seguindo o cestinho vigiando em todo o tempo.
Deus tinha um plano na vida de Moisés, por isso guardou a sua vida.
Sabe quem achou aquele cestinho? A filha de Faraó. Ela desceu para tomar banho no rio e viu aquele cestinho e pediu que a sua criada o pegasse para ela. E quando o abriu viu um menino que chorava. Reconheceu que era um bebê dos hebreus. Mirian, sem falar que aquele bebê era seu irmão, logo se ofereceu para encontrar uma ama que cuidasse do bebê até que ele desmamasse. A princesa concordou e Mirian chamou a sua mãe, Joquebede, para cuidar do seu próprio filho. Que alegria para aquela mãe!
Moisés, então aprendeu as primeiras lições com a sua mãe, que lhe ensinou a ser um hebreu. Quando ele cresceu, foi levado para a filha de Faraó, que o adotou e deu o nome para ele: Moisés – porque das águas foi tirado.
Estudou, aprendeu as letras e as ciências do Egito, mas quando ficou adulto saiu para ver os hebreus trabalhando em duras cargas e viu quando um egípcio feria um de seus irmãos hebreus. Ele defendeu o hebreu e isto não foi bom para ele. Faraó ficou sabendo e procurou matá-lo. Fugindo para a terra de Midiã, lá teve uma experiência com Deus.
Deus falou para ele voltar, porque queria tirar o seu povo do Egito. Não foi fácil para Moisés voltar ao Egito, mas ele obedeceu, creu, e muitos sinais de maravilhas, lembrados até hoje, Deus operou na vida de Moisés.
Já estudamos alguns sinais, que foram as 10 pragas.
Vocês se lembram da praga das trevas? Havia uma escuridão total. Só nas casas dos hebreus havia luz. Foi neste momento que Faraó disse para Moisés:
E disse-lhe Faraó: Vai-te de mim, guarda-te que não mais vejas o meu rosto; porque no dia em que vires o meu rosto, morrerás.” E Moisés lhe responde: “Bem disseste; eu nunca mais verei o teu rosto.” Ex 10:28, 29.
Agora vamos ver uma coisa interessante:
  • Por três meses a mãe de Moisés o escondeu, mas quando não pôde escondê-lo mais, o colocou no rio em um cesto betumado por dentro e por fora.
Esse tempo representa para nós, hoje, o tempo de vocês, crianças, adolescentes e jovens. Hoje há uma mãe, a igreja, que ora, que jejua por vocês; há os ensinamentos na Escola Dominical todos os domingos; os cultos onde vocês escutam a Palavra, cantam louvores, aprendem a orar, a glorificar ao Senhor.
  • Por três vezes Moisés recebe uma sentença de morte e Deus o livra:
1-     Quando nasceu – “Então ordenou Faraó a todo o seu povo, dizendo: A todos os filhos que nascerem lançareis no rio, mas a todas as filhas guardareis com vida”. Ex 1: 22;
2-     Quando deixou o Egito – “Ouvindo, pois, Faraó este caso, procurou matar a Moisés.” Ex 2:15;
3-     Quando estava prestes a deixar o Egito para sempre – “… No dia em que vires o meu rosto, morrerás.” Ex 10:28.
Em todas as vezes Deus livrou Moisés da morte, porque ele recusou ser chamado filho da filha de Faraó. Moisés recusou porque fez uma comparação de valores. O que comparou? O tesouros do mundo, os banquetes (muita comida, bebida, festas). Tinha tudo nas mãos para conquistar o mundo. Talvez fosse um dos prováveis substitutos de Faraó. Como recusar isso tudo? Ele recusou porque entendeu que os valores deste mundo são passageiros e que os valores do reino de Deus são eternos.
O mundo está sempre comemorando, atraindo as pessoas com suas festas, comidas típicas, danças em volta da fogueira, grandes eventos, grandes produções de filmes, curas, óleos santos, shows góspel, para atrair os jovens e os adolescentes.
O que a Palavra nos fala sobre o reino de Deus?
Em Romanos 14:17 há uma definição sobre as características do reino de Deus:
“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo”.
Justiça – porque um justo, Jesus, morreu por nós e lavados no sangue de Jesus nos tornamos sacerdotes de Deus. E depois dessa morte de cruz, Deus nos ouve sempre que pedimos a ele em nome de Jesus.
Paz – porque há um povo que não vive egoísticamente, mas vive para um bem comum, porque somos igreja Corpo de Cristo.
Alegria – É o Espírito Santo que nos dirige, nos consola, nos ensina, nos coloca no caminho em todos os momentos.
Nossa resposta para o mundo é: “Bem disseste; eu nunca mais verei o teu rosto.”, porque recusamos o mundo para vivermos uma vida eterna com Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário